Minha vida Indesejada (part¹)

image

Eu estava ali sozinha …
Naquele dia o sol nasceu tão frio, tão seco. Senti que aquele dia não teria sorte.
Levantei, fui direto para o banheiro para tomara aquele banho.
Infelizmente no banho lembrei do que passo, lembrei tudo o que passei e me senti sozinha. É como se uma lágrima vive dente de mim, sou uma lágrima em um só corpo. Uma tristeza em uma só pessoa.
Coloquei a cabeça sobre a água e fiz que minhas lágrimas se juntassem com as gostas de água do chuveiro.
Peguei a toalha e fui logo me trocar, peguei uma roupa qualquer, aliás ninguém precisa se impressionar comigo. Peguei um vestido, um vestido com flores coloridas e um all star. Queria me sentir feliz apenas um dia para variar.

Mas na verdade não.
Eu poderia estar fazendo milhões de coisas mas escolhi ir a praia e ler um livro. Era a melhor solução.
Livros me ajudam, é como se eles fossem meus “bff’s” sem vida. Que me transmitem felicidade, que me ajudam, que me dão conselhos. Pois na minha vida, meus melhores amigos se tornaram algo que nem gosto de falar.
Estava ali, escutando o barulho das ondas e lendo um livro que toda menina gosta: Romance.
É estranho, tenho 17 anos, ruiva cheia de sardas, que gosta de livros de romance. Mas combina até, pois tudo isso me completa e me transforma em totalmente estranha.
Eu leio e me imagino com Eduart. Aquele menino do prédio ao lado, aquele garoto que todas as meninas do 2º gostam, aquele garoto que eu totalmente não tenho chance nenhuma por ser feia. Ele é total problema pra mim, por quê? O problema se chama iludir.
Falei o nome dele baixinho e foi como se eu tivesse feito um desejo, e do nada ele apareceu.
Ele passou por mim, olhou e simplesmente deu um oi. Respondi um oi tão seco e frio como aquele sol das 5:30.
Ele se aproximou, sentou-se ao meu lado e perguntou o que tinha. Simplesmente falei que estava muito sozinha e ele, perguntou o por quê.

O “por quê” mudou tudo.
Expliquei o que acontecia comigo, falei palavras por palavras. Dei detalhes e no final resumi tudo:_ Minha vida é um desastre,sou feia, sou tímida, sou um erro e ninguém se aproxima de mim.
Ele fez um gesto no rosto que me impressionou. Como se eu estivesse totalmente errada.
Ele disse que não sou tudo o que falei. Que simplesmente sou uma garota insegura que esta presa nas falas dos outros.
Verdade!!
E não é que ele esta certo? Dali minha admiração por ele completou 100%.
Um silêncio se lançou, olhei nos olhos dele e do nada ele perguntou:
_ Quer dar a volta na ilha? Quero te conhecer melhor.
_ C..claro!! Qual seria o problema? – o problema é você Lenny! Gaguejar não é legal. (Falei comigo mesma).
Começamos a andar e eu resolvo perguntar:
_ O que você não gosta?
_ Aquelas meninas do 2ºano, jogos, gente falsa e me iludir.
Quando ele terminou de falar, me dei um pulo tão feio mas que era de alegria. Ele não gosta das mesmas coisas que eu, o certo agora era perguntar o que ele gosta não é verdade? Tomei coragem e perguntei novamente:
_ O que você gosta, curte??
_ Livros, tirar fotos, dormir e aquela vitamina da padaria do lado do meu prédio. E você? – ele perguntou:
_ É impressionante, mas gosto e não gosto das mesmas coisas que você! Isso é raro acontecer quando faço amizade. – começamos a rir.
Naquele momento vi que poderia dar certo, eu poderia mesmo sair da “Vibe” e me tornar amiga novamente do garoto mais popular da escola.
O papo dou tanto, que demos 3 voltas completas na ilha e nem percebemos. Infelizmente percebi e já estava tarde. Tive que despedir:
_ Vou ter que ir, já está tarte.- falei com um tom de quem estava decepcionada.
_ Também tenho que ir. Mas só vou se me prometer algo.
Nessa hora me deu um gelo, quase dei um derrame. E respondi:
_ Claro!! Mas depende. – falei envergonhada.
_ Quer me encontrar amanhã novamente na ilha?
_ Sim, claro, óbvio que sim. – falei com tanta espontaneidade.
_ Até mais!! – ele falou e se retirou.

Vitamina me salvou.

No outro dia acordei e fui direto ao banheiro como sempre. Antes percebi que o dia não estava frio e seco como ontem, o dia estava feliz.
Antes de entrar para o banheiro sentei no sofá perto da janela e olhei para as nuvens. E do nada percebi que era hoje que iria ver o Eduart novamente. Dei um pulo de alegria e fui direto para o banheiro. Pulando.
Tomei um banho, lavei o rosto, olhei para o espelho e comecei a cantar aquela música: – É hoje, é hojeeeeeeeee.
Sai do banheiro, fui ao closet e me vesti um short que tinha comprado da Áustria e a blusa que tinha ganhado da mãe de Eduart. Pra mim, aquela era o melhor look para começar o dia feliz.
Fui até a padaria tomar uma vitamina. E quem estava lá? Eduart.
Passei direto, queria ver se era verdade mesmo que ele lembrou de mim.
Sentei numa mesa no fundo, e esperei mexendo no celular. E quem apareceu?
A garçonete mesmo, pedi uma vitamina de maracujá com morango(preferida minha e de Eduart). E esperei novamente.
E quem chega?
Agora sim Eduart. Ele se sentou na cadeira que sobrou na minha mesa e puxou papo:
_ Olá senhora Pen!!! – criou um apelido bem estranho pra mim,mas respondi né.
_ Olá Eduart como vai??
_ Vou bem, pediu o quê?
_ Vitamina é claro!
_ Boa ideia, vou pedir o mesmo!! – ele falou e gritou para a garçonete fazer duas vitaminas.
Foi bem estranho e legal na hora que Eduart chegou em mim. Mas não esperava que ele pedisse uma vitamina e tomasse comigo.
A vitamina chegou e na hora da degustação nenhuma fala, era como se fosse uma hora sagrada.
Quando terminamos fui pagar as vitaminas. Mas ele demonstrou que não e falou:
_ Eu pago a conta madame!
MEU DEUS EU NÃO ACREDITEI.
Ele estava drogado, ou não tinha acordado direito? Pois nunca ninguém foi assim comigo. Simplesmente ele me surpreendeu, aliás nos vimos direito ontem, e já é assim? Amei apenas.
Minha vida ali melhorava a cada segundo, Eduart tinha sim virado meu amigo novamente, e quero ver quem duvidar.
No momento falei que tudo bem, mas na outra ele seria a dama e eu pagaria. E damos risadas.
Tive que falar mais um ” tchau” para ele. E fiz agradecimento, e nos abraçamos.
Melhor abraço, sério.
_ Nos vemos de tarde na praia como prometido? – ele disse.
_ Como quiser capitão! – Não sei o que veio na minha cabeça mas já tínhamos intimidade.
Nos despedimos e fui seguir minha vida normal até chegar a hora do nosso encontro.

Nossa Ilha.

Quer saber mais??? Então venha quinta e confira a Part²!!!! Você vai perder??

Quer receber notificações de quando terá matéria nova no blog??? Então entre em Menu/contato e clique em seguir por e-mail, e fique dentro do Blog da Tímida!!!

Me segue nas redes sociais!!
Facebook: http://www.robertasales560.facebook.com
Snapchat: Roberta.sales13
Twitter:@blogdaTimida

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s