Minha Vida Indesejada (part³)

image

Eu sei que posso…

Acordei com os olhos vermelhos e inchados.
Não tinha lembrado o por que mas, sabia que teria algo envolvido com Eduart.
Resolvi pegar meu celular e tinha 20 mensagens suas. E 3 ligações.
Preocupei, poderia ser algo grave? Ou queria falar algo comigo?
Te liguei, minha voz estava rouca e baixa por ontem.
Você se importou com o meu jeito de falar e expliquei o que estava acontecendo:
_ Lenny, o que há com você?
_ Você. Infelizmente você, Eduart.
_ Como assim eu??
_ Passamos nossa infância juntos, e você não percebeu o que acontece?(…)
Expliquei tudo, coloquei pra fora. Cansei, sei que não posso mas, eu sei que posso. Falei tudo mesmo, não na cara porque tenho muita vergonha mas, veio a real: era o começo do dia, tem tarde e noite ainda. Estou ferrada.
_ Me desculpe por tudo Lenny, não e nunca imaginei que isso era possível. Mas agora percebi, você realmente me impressionou, falou na cara bom, por ligação mas, eu vou consertar tudo.
Fiquei em silêncio, o que ele iria consertar? Simplesmente fiquei me perguntando.
Ele falou que vai consertar e no último momento falei:
_ Tudo bem Eduart, esquece tudo. Não se preocupe. Eu estou bem, só quero um tempo e esquecer disso tudo. Mas me promete algo?
_ Claro. – ele disse.
_ Se algo acontecer, não se esquece de mim.
Nesse dia, tudo aconteceu muito estranho, não quis falar com você.

Se passou 1 ano..

Eu fiquei 1 ano sem falar com você. E esse tempo foi normal, não fiquei triste nem nada. Aconteceu tudo o que tinha que acontecer e o meu blog se tornou “famoso”.
Nesse 1 ano resolvi fazer algo diferente. Com a fama do blog viajei pra Canadá. E não contei para você, com medo de fazer algo errado.
Aqui são 23:30pm e aonde moramos são 19:00pm. Você nem imagina aonde estou. Não sei se já me procurou mas, se sim seria algo muito gentil da sua parte.
Não contei para ninguém, só para meus pais que viajaria para Canadá mas, são os únicos que vão saber. Espero.
Nessas horas me pergunto aonde errei, ou aonde você errou. Tudo que construí não tem válido apena. Mas tudo bem, super normal sempre tem que dar errado.
Eu vejo nossas fotos de quando éramos pequenos e sinto que, deveria ser do jeito que eu imagino mas, não.
Mas, te desejo coisas boas e também, me desejo coisas boas pois somos pessoas adoráveis.
Em torno de 1 ano resolvi viajar, fui sozinha, queria aproveitar e ficar sozinha mesmo.
Levei muitas coisas para o blog, e uma coisa que não deveria ter feito era falar de Eduart. Não aguento, mesmo assim os meus leitores não sabem quem sou eu. Apenas mais uma leitora desconhecida que não mostra sua face. Normal, muitos blogueiros são assim mas, um dia sei que alguém vai descobrir.
Esse tempo sozinha vi todas as maravilhas do Canadá, e lá me senti melhor. Conheci novas pessoas, aprendi mas a língua e o jeito que as pessoas que ali vivem. Foi a melhor viajem.

Não queria mas, aconteceu.

Fui até uma lanchonete e tinha alguém familiar ali. Parecia ser minha tia… Margaret!
Era ela mesmo, mas tentei disfarçar.
E ela me reconheceu. Batemos um papo bom, matei saudades e ela parecia desconfiada de algo.
Tia Margaret era estilista, mas parece que tem olhos em voltando mundo inteiro. Sabe de tudo, e percebe traços por traços do que está acontecendo, descobre tudo o que quer e ainda me dá roupas do estilo que gosto.
Ela me perguntou se estou afim de um garoto, perguntou o por que de estar em Canadá e me perguntou se escondia algo.
Coloquei pra fora, falei que sim estava afim de um garoto mas ele não estava nem ai, falei que sim escondia algo e seria um blog e era o porque de estar em Canadá. Contei para ela tudo, é minha tia o que aconteceria de ruim?
Ela gostou da minha notícia ao mesmo tempo ficou preocupada, falei para ela não se preocupar e me chamou para ir até a casa dela.
Não sabia que morava aqui, sempre esta viajando pelo mundo inteiro. Mas segui em frente.
Fui a casa dela e a primeira coisa que ela fez, pedir o número de Eduart. Não sei o por que mas, dei.
Ela ligou para Eduart, falou o que tinha falado para ela. Ela acha que não escutei a conversa mas subi para o segundo andar e me joguei no sofá para escutar a conversa em outro telefone. Sim, fiz isto.
Quando terminou a conversa ela simplesmente me ofereceu uma trufa.
E meu celular vibra muitas vezes. Parecia mensagens, e eram de Eduart.

É verdade?
Você está em Canadá e não me conta?
Tem um blog e não me fala?
Perdeu minha confiança?
Preciso seriamente falar com você.

Fiquei sem saber o que digitar pra ele, deu branco.
Meu coração acelerou, minha mente embaralhou, meu corpo se agitou e minha tia:
_ Hello? Querida está bem?
Falei que sim mas não estava nada bem. O que falaria para Eduart. Foi um desafio mas foi:

Eduart me desculpe, sei que fiz errado mas não consegui.
Não queria falar com ninguém tempos atrás, não contei meu segredo pra ninguém e me pergunto: como soube dessa informação?
Me desculpe, sou assim. Erro meu mas, estou com saudades sim e vim para Canadá para relaxar e para trazer algo novo pro blog.
Me desculpe mesmo
Bjos Lenny.

Estou com medo, o que me acalmou foi aquela trufa deliciosa de Titia.
E o que não queria aconteceu: lembrar de Eduart.

Quer saber mais??? Então venha sexta e confira a Part³!!!! Você vai perder??

Quer receber notificações de quando terá matéria nova no blog??? Então entre em Menu/contato e clique em seguir por e-mail, e fique dentro do Blog da Tímida!!!

Me segue nas redes sociais!!
Facebook: http://www.robertasales560.facebook.com
Snapchat: Roberta.sales13
Twitter:@blogdaTimida

**** Blog da Tímida agradece ****

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s